oficinas

intergerações viola paulista

CAMPINAS-SP RECEBEU EM MAIO OFICINA DE DOCUMENTÁRIO, VIOLA E CANÇÃO

Grandes encontros e muito aprendizado deram o tom à primeira etapa da Oficina de Documentário, Viola e Canção do projeto Intergerações Viola Paulista em Campinas-SP, realizada entre os dias 06 e 11 de maio de 2017.

As atividades desenvolvidas no Centro de Cultura Caipira e Arte Popular, no distrito de Joaquim Egídio, ofereceram um panorama sobre a presença da viola nas diferentes regiões do Brasil, suas variadas formas, denominações, afinações e modos de tocar, bem como levaram os participantes a refletir sobre aspectos éticos, técnicos e estéticos da produção audiovisual e temas como memória, envelhecimento e relações intergeracionais.

Práticas de entrevista com violeiros foram realizadas em diversos pontos da cidade e uma roda de viola, memória e canção, atividade prática de registro audiovisual, contou com a participação especial do Grupo de Catira São Gonçalo, de Campinas-SP.

Agora, as mais de 40 horas de material áudio e visual registrados seguem para edição, devendo resultar em uma série de curtas documentários. Para dezembro de 2017 está prevista a segunda etapa da oficina, onde serão abordadas linguagens e metodologias de edição audiovisual, e quando será realizado o evento de lançamento dos filmes e a distribuição gratuita dos DVDs a cineclubes e instituições culturais.

O projeto Intergerações Viola Paulista – Etapa Campinas é uma realização do Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo e Governo do Estado de São Paulo – Secretaria da Cultura, produzido por artistas e pesquisadores do Instituto Câmara Clara e Voamundo Cultural, com o apoio do Museu da Cidade, Secretaria de Cultura – Prefeitura de Campinas.

Agradecimento especial aos violeiros Tião Mineiro, Candeeiro Franco, Marcos Ricardo, João Arruda, Paulo Freire, João Paulo Amaral, Renival Cruz, Messias da Viola, Thiago Rossi, e ao luthier Zé Esmerindo, que cederam entrevistas e compartilharam em verso e prosa memórias e saberes sobre o universo da viola e da cultura caipira, e também a João André Garboggini e à Adriana Barão, pelo apoio do Museu da Cidade na divulgação da oficina e cessão do espaço do Centro de Cultura Caipira e Arte Popular no distrito de Joaquim Egídio, e aos integrantes do Grupo de Catira São Gonçalo.

João Paulo Amaral, Renival Cruz e Tião Mineiro, em uma roda de viola pra lá de especial.
Bastidores da entrevista que serviu de prática de filmagem aos participantes da Oficina de Documentário, Viola e Canção Intergerações Viola Paulista.

Marcos Paulo Franco, participante da Oficina de Documentário, Viola e Canção Intergerações Viola Paulista, registra entrevista com o violeiro e aprendiz de luthier Thiago Rossi

EM CAMPINAS-SP, VINTE E CINCO PESSOAS FORAM ENVOLVIDAS NA PRIMEIRA ETAPA DAS ATIVIDADES REALIZADAS EM MAIO DE 2017.

Entre violeiras e violeiros, luthiers e fazedores de instrumentos. Jovens, adultos, senhores e senhoras interessados em audiovisual, viola e cultura caipira.

 

Em Limeira e Atibaia-SP, mais de setenta pessoas foram envolvidas nas atividades realizadas entre julho e agosto de 2016, coordenadas pelas equipes do Instituto Câmara Clara e do Voamundo Cultural.

Pedro Pirane, poeta e compositor, entrevistado em Limeira-SP em julho de 2016.

Os participantes das Oficinas acessaram técnicas de filmagem e captação de áudio e realizaram práticas de entrevista, além de discutir aspectos éticos, técnicos e estéticos da produção audiovisual e temas como memória, envelhecimento e relações intergeracionais.

As oficinas também ofereceram um panorama sobre a presença da viola nas diferentes regiões do Brasil, suas variadas formas, denominações, afinações e modos de tocar.

Rodas de Viola, Memória e Canção foram organizadas, integrando idosos e grupos culturais das cidades envolvidas. Em Atibaia, a parceria foi com o Clube da Terceira Idade, enquanto em Limeira a atividade envolveu os integrantes da Folia de Reis Companhia São Lucas.

O projeto Intergerações Viola Paulista – Etapa Limeira e Atibaia também resultou na realização e circulação de seis documentários e uma videoaula, bem como na produção e distribuição gratuita de 500 DVDs, publicação deste site e em dois eventos vídeo musicais nas cidades de Limeira-SP e Atibaia-SP.

>> Saiba mais sobre os eventos <<

>> Assista os documentários <<

O projeto Intergerações Viola Paulista – Etapa Limeira e Atibaia foi uma realização do Proac – Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo e Governo do Estado de São Paulo – Secretaria da Cultura, e produzido por artistas e pesquisadores do Instituto Câmara Clara e do Voamundo Cultural, com o apoio da Oficina Cultural Carlos Gomes, de Limeira-SP, Instituto Poiesis, Secretaria de Cultura de Limeira, Prefeitura de Limeira, Escola de Lutheria de Atibaia, Associação de Luthiers do Brasil e Garatuja – Instituto de Arte e Cultura, de Atibaia-SP.