GRÃOS DE OURO EM SAIS DE PRATA

Do êxito ao êxodo, caminhos da cafeicultura na região norte do Paraná. Documentário realizado em distritos da zona rural de Londrina traz entrevistas com trabalhadores e ex-trabalhadores do café e as memórias em torno de fotografias produzidas entre 1957 e 1970 por Armínio Kaiser, ex-funcionário do Instituto Brasileiro do Café.

Durante o ano de 2008, a equipe de produção formada por Daniel Choma, Tati Costa e Edson Vieira percorreu quatro distritos da zona rural de Londrina-PR – São Luiz, Patrimônio Regina, Paiquerê e Espírito Santo. O contato com as comunidades se deu a partir de escolas públicas locais, diretamente com as professoras do curso de Alfabetização de Jovens e Adultos. O trabalho buscou dialogar com trabalhadores e ex-trabalhadores do café que viveram suas juventudes por volta das décadas de 1950 e 1960, período em que Armínio Kaiser realizou seus registros nas lavouras de café.

As vinte entrevistas realizadas pelo projeto “Grãos de ouro sem sais de prata – memórias do café” em Londrina e nos distritos da zona rural, trazem narrativas de sujeitos muitas vezes excluídos do discurso histórico oficial sobre a cafeicultura. Personagens anônimos que através do meio audiovisual ganham voz e cujas memórias revelam, ao bom ouvinte, cores, formas, fragrâncias, músicas e texturas únicas. Memórias que se refazem no tempo presente, sol a sol, grão a grão.

Armínio Kaiser trabalhou no Instituto Brasileiro do Café entre 1953 e 1989. Como engenheiro agrônomo e técnico do IBC, percorreu inúmeras fazendas e pequenas propriedades da região prestando assessoria técnica aos cafeicultores. Sempre carregava consigo, uma, duas ou até quatro de suas câmeras fotográficas (de filmes formato 6×6 cm e 35 mm), mais por gosto pessoal que por função de sua profissão. Suas fotografias registram as diversas etapas do trabalho e o drama cotidiano de homens e mulheres que trilharam suas vidas nos caminhos do café.

Para o trabalho de pesquisa selecionou-se um conjunto de 139 fotografias, representativas de um acervo composto por 1291 imagens. Produzidas entre 1957 e 1970 por Armínio Kaiser, estes primorosos registros permitem visualizar desde a queimada e derrubada de árvores em terras virgens até o preparo da terra para plantio. As etapas do cultivo: dos viveiros à cova; da florada à colheita; da secagem e transporte à classificação e armazenagem. Trazem para perto o cotidiano nas colônias de trabalhadores – casas, bares, famílias, lavadeiras no rio. Boiada na estrada, escola, procissão, estilingue. Revelam a tragédia da erosão em terras arenosas como as de Paranavaí (PR), a devastação dos cafeeiros pelas geadas, os efeitos do grande incêndio rural de 1963. Múltiplas reminiscências do que Armínio denominou por desassossego – a miséria e o êxodo rural enfrentado por muitos após a erradicação de grande parte das lavouras de café na região norte do Paraná.

FCIHA TÉCNICA
Direção, Fotografia e Edição: Daniel Choma
Pesquisa e Produção: Tati Costa
Fotografias de bastidores: Edson Luiz da Silva Vieira
Fotografias décadas de 1950 e 1970: Armínio Kaiser
Trilha sonora: Alma Terra Duo
Entrevistados:
Alencar Turini, Ademir Turini, Antônia Aparecida da Silva, Armínio Kaiser, Castorina Matias da Cruz, Elza Maria dos Santos Rosa, Estevam Gomes da Silva Filho, Francisco Pieroli, Gilberto Turini, Jeni Antônio da Silva, João Jacinto de Morais, João Jerci Terciotti (Jerson), Lúcia Helena do Nascimento, Marina Feltrin Ricci, Osmar da Silva Cruz (Marinho), Otacílio João Duarte, Raphael Magro, Realino Marques, Sebastiana Rosa Marques, Wilson Alexandrino.
Realização: Câmara Clara- Instituto de Memória e Imagem
Patrocínio: PROMIC – Programa Municipal de Incentivo a Cultura – Secretaria de Cultura – Prefeitura de Londrina.

Para saber mais, visite o site: www.camaraclara.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *